Um carnaval não pulado

IMG_8246

UM CARNAVAL NÃO PULADO

Estou fingindo uma normalidade…
A distância escolheu minha fantasia.
Faço de conta que não me fantasiar é o meu abadá,
Meu bloco ainda não achou seu trajeto,
mas continua a vaguear por ruas estreitas e becos largos procurando seus fieis foliões.
De longe não se percebe, mas se chegares perto poderás ouvir, ainda tímido, um ritmo que cresce, um compasso que pulsa, a reverberação de uma avenida cheia que marcha avante e soa pela cidade as vozes que anunciam o novo ano.
Meu carnaval agora é silêncio, cuidado, sussurros.
A bateria em seu recuo aguarda o passar do andor.
Olha de longe e se esvai.
Do meu peito soa o surdo.
Como resquício de toda quarta-feira de cinzas que anuncia recomeços.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s